faqs
Quais as licenciaturas adequadas ao processo de Bolonha que são consideradas como inseridas na área da ciência económica?


Face às candidaturas já apreciadas pela Comissão Permanente do Conselho da Profissão, com candidatos titulares de licenciaturas adequadas ao processo de Bolonha (donde com planos de estudos correspondentes a 180 créditos ECTS – equivalentes a 3 anos lectivos), foram consideradas como inseridas na área da ciência económica:

Para acesso ao Colégio de Especialidade de Economia Política:

- ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, Economia
- Universidade Católica Portuguesa, Economia
- Universidade da Beira Interior, Economia
- Universidade da Madeira, Economia
- Universidade de Aveiro, Economia
- Universidade de Coimbra - Faculdade de Economia, Economia
- Universidade de Évora - Escola de Ciências Sociais, Economia
- Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Economia
- Universidade do Algarve - Faculdade de Economia, Economia
- Universidade do Minho, Economia
- Universidade do Porto - Faculdade de Economia, Economia
- Universidade dos Açores - Ponta Delgada, Economia
- Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Economia, Economia
- Universidade Técnica de Lisboa – ISEG, Economia, Matemática Aplicada à Economia e Gestão
- Instituto Superior de Gestão, Economia
- Universidade Autónoma de Lisboa Luís de Camões, Economia
- Universidade Lusíada, Economia
- Universidade Lusíada (Porto), Economia
- Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Economia
- Universidade Lusófona do Porto, Economia
- Universidade Portucalense Infante D. Henrique, Economia

Para acesso ao Colégio de Especialidade de Economia e Gestão Empresariais:

- Academia da Força Aérea, Administração Aeronáutica
- Academia Militar, Administração Militar
- Escola Naval, Administração Naval
- IP Guarda –  ESTG da Guarda, Gestão
- IP Beja – ESTG de Beja, Gestão de Empresas, Gestão de Empresas (Pós-Laboral), Gestão de Empresas (regime nocturno)
- IP Bragança – ESTG de Bragança, Gestão
- IP Coimbra – ISCA de Coimbra, Gestão de Empresas
- IP Leiria – ESTG de Leiria, Gestão, Gestão (Pós-Laboral)
- IP Lisboa – ISCA de Lisboa, Gestão, Gestão (Pós-Laboral)
- IP Portalegre – ESTG de Portalegre, Gestão, Gestão (Pós-Laboral)
- IP Santarém – ESTG de Santarém, Gestão de Empresas, Gestão de Empresas (Pós-Laboral)
- IP Tomar – ESTG de Tomar, Gestão de Empresas, Gestão de Empresas (Pós-Laboral)
- IP Viana do Castelo – ESTG de Viana do Castelo, Gestão, Gestão (regime nocturno)
- IP Viseu – ESTG de Viseu, Gestão de Empresas
- IP Porto – ESTG de Felgueiras, Ciências Empresariais, Ciências Empresariais (Pós-Laboral)
- ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, Finanças e Contabilidade, Gestão
- Universidade Católica Portuguesas, Administração e Gestão de Empresas
- Universidade Aberta, Gestão
- Universidade da Beira Interior, Gestão
- Universidade da Madeira, Gestão
- Universidade de Aveiro, Gestão
- Universidade de Coimbra – Faculdade de Economia, Gestão
- Universidade de Évora, Gestão
- Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Gestão
- Universidade do Algarve – ESGHT de Faro, Gestão, Gestão (regime nocturno)
- Universidade do Algarve – Faculdade de Economia, Gestão de Empresas
- Universidade do Minho, Gestão
- Universidade do Porto – Faculdade de Economia, Gestão
- Universidade dos Açores, Gestão
- Universidade Nova de Lisboa – Faculdade de Economia, Gestão
- Universidade Técnica de Lisboa – ISEG, Finanças, Gestão, Matemática Aplicada à Economia e à Gestão
- Universidade Fernando Pessoa, Ciências Empresariais
- Escola Superior de Tecnologias de Fafe, Gestão
- Instituto Superior D. Afonso III, Gestão
- Instituto Superior da Maia, Gestão de Empresas
- Instituto Superior de Administração e Gestão, Gestão de Empresas
- Instituto Superior de Administração e Línguas, Gestão de Empresas
- Instituto Superior de Entre Douro e Vouga, Gestão de Empresas
- Instituto Superior de Estudos Interculturais e Transdisciplinares – Almada, Viseu, Gestão
- Instituto Superior de Gestão, Gestão
- Instituto Superior de Línguas e Administração ¬– Leiria, Lisboa, Santarém, VN Gaia, Gestão de Empresas
- Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes, Gestão de Empresas
- Instituto Superior Miguel Torga. Gestão
- Instituto Superior Politécnico de Gaya - Escola Superior de Ciência e Tecnologia, Gestão
- Universidade Atlântica, Gestão, Gestão Empresarial
- Universidade Autónoma de Lisboa Luís de Camões, Gestão
- Universidade Fernando Pessoa, Ciências Empresariais
- Universidade Lusíada – Lisboa, Porto, VN Famalicão. Gestão de Empresa, Ciências Económicas Empresariais
- Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Gestão de Empresas
- Universidade Portucalense Infante D. Henrique, Gestão
- Instituto Superior de Gestão Bancária, Gestão Bancária
- IP Castelo Branco –ESTG, Contabilidade e Gestão Financeira
- IP Porto – ISCA Porto, Contabilidade e Administração
- IP Guarda – ESTG Guarda, Contabilidade
- IP Bragança – ESTG Bragança, Contabilidade
- IP Viseu – ESTG Viseu, Contabilidade e Auditoria

Como se pode processar a inscrição?


As candidaturas podem ser enviadas:

- por correio para a Sede da Ordem (Rua da Estrela n.º 8, 1200-669 Lisboa)
- ou entregues pessoalmente na Sede ou em qualquer uma das Delegações Regionais (Porto, Funchal e Ponta Delgada).

Pode-se ainda realizar uma pré-inscrição preenchendo a ficha que se pode encontrar em:
http://www.ordemeconomistas.pt/xportal/xmain?xpgid=oe_pre_inscricao

Quais as categorias de membros?

- Membro efectivo
- Membro estagiário

Para além do preenchimento do Boletim de Inscrição, que outros documentos devem vir juntos com a candidatura?


aplicável em todas as candidaturas:

- Fotocópia (autenticada pelo Notário, Advogado, Solicitador ou CTT) de documento comprovativo (carta ou certificado ou diploma) das habilitações académicas (licenciatura e/ou mestrado e/ou doutoramento) detidas pelo candidato;
- Fotocópia do cartão de cidadão ou bilhete de identidade ou título de residência;
- Fotocópia do cartão de contribuinte (quando não é junta uma fotocópia do cartão de cidadão);
- Fotografia (tipo passe) a cores.

apenas no caso de candidatos com um mestrado na área da ciência económica e de uma licenciatura numa área diferente:

- Fotocópia do plano de estudos do mestrado e da licenciatura detidas pelo candidato com indicação dos créditos (ECTS) de cada uma das suas disciplinas;
- Fotocópia (autenticada pelo Notário, Advogado, Solicitador ou CTT) de documento comprovativo (certificado) das disciplinas realizadas pelo candidato no mestrado e na licenciatura;
- Curriculum académico e profissional do candidato.

apenas no caso de candidatos a membro estagiário:

- Fotocópia (autenticada pelo Notário, Advogado, Solicitador ou CTT) de documento comprovativo (diploma ou certificado) de conclusão de estudos superiores complementares na área da ciência económica (parte escolar de mestrado ou de programa de doutoramento, outros cursos de pós-graduação não conferentes de grau académico);
- Fotocópia de certificado de disciplinas realizadas quando estas foram superiores às necessárias para conclusão da licenciatura (caso de candidatos cuja licenciatura foi objecto de alterações aos respectivos planos de estudos e onde não se verificou a equivalência, para um novo plano de estudos, de disciplinas realizadas no âmbito de um anterior plano de estudos) com indicação dos créditos (ECTS) de cada uma dessas disciplinas.

apenas no caso de candidatos a membro estagiário que solicitem a indicação de um Patrono:

- Europass-Curriculum Vitae com template disponível em:

http://europass.cedefop.europa.eu/img/dynamic/c1344/type.FileContent.file/CVTemplae_pt_PT.doc;

- Junte em anexo ao seu Europass-CV declaração do empregador confirmando o período de trabalho e funções/actividades desempenhadas.

Qual a importância a pagar com a candidatura?

 

Jóia

Primeira quota

Total

Semestral

Anual

Candidatura a membro estagiário

20€

25.00€ 

 

45.00€

Candidatura a membro efectivo

40€

50,00€

 

90,00€

Candidatura a membro reformado

40€

25.00€

 

65.00€

Como se pode pagar esta importância?


- por cheque;
- vale postal;
- em numerário.

Caso a candidatura não seja aceite, serão restituídos ao candidato os valores por ele pagos.

Quais as componentes do estágio?

Para cada estágio, é definido, pela Comissão Permanente do Conselho da Profissão, um plano de estágio que pode ter as seguintes duas componentes: 

- realização de estudos superiores complementares;
- formação pelo exercício profissional supervisionado.

Em que consiste a componente de realização de estudos superiores complementares?


- A componente de realização de estudos superiores complementares considera-se concluída quando o estagiário fizer chegar aos Serviços da Ordem comprovativos (diploma, certificado) de ter concluído uma formação superior na área da ciência económica correspondente a 60 créditos ECTS (normalmente representa um ano lectivo).


- Estes estudos superiores complementares podem ter sido realizados depois de concluída a licenciatura pelo estagiário, sendo contabilizados os efectuados em data anterior à apresentação da sua candidatura à Ordem.


- Os comprovativos devem conter a correspondência em créditos ECTS do curso cuja conclusão atestam.


- Pode ser solicitado ao estagiário que remeta o plano de estudos do curso a que se reporta o comprovativo remetido aos Serviços da Ordem.


- Os estudos superiores complementares podem consistir na conclusão ou de (a) parte escolar de mestrados e de programa doutorais ou de (b) cursos de pós-graduação, mas todos na área da ciência económica.


- No que respeita à conclusão de parte escolar de cursos de mestrado ou de programas doutorais, estes devem ser ministrados por instituições de ensino superior.


- No que respeita a cursos de pós-graduação eles poderão também ser ministrados por outras instituições (que não sejam estabelecimentos de ensino superior) consideradas adequadas pela Comissão Permanente do Conselho da Profissão.


- Podem também ser consideradas disciplinas que o estagiário tenha realizado, quando inscrito num curso de licenciatura não adequado ao processo de Bolonha, e às quais não tenham sido dadas equivalências quando da transição para um curso adequado ao processo de Bolonha. Neste caso, é necessário um comprovativo da realização dessas disciplinas, que ateste que a elas não foi dada equivalência e com indicação da sua correspondência em créditos (ECTS).

Noticiário Económico - O que é?


A Ordem disponibiliza diariamente aos seus membros uma selecção de recortes da imprensa, com especial incidência em temas de economia. Para aceder às notícias basta fazer o login, clicar no menu "Para membros" e seleccionar “Noticiário Económico”, no menu. Nesta secção encontrará as notícias mais relevantes publicadas na imprensa nacional.

Quem se pode inscrever directamente como membro efectivo?


Os titulares de:

- doutoramento na área da ciência económica, outorgado por uma instituição universitária portuguesa, ou de um diploma ao qual foi conferida a equivalência ao doutoramento por uma instituição universitária portuguesa,

- licenciatura e de um mestrado na área da ciência económica, conferidos por uma instituição de ensino superior portuguesa, ou de diplomas aos quais foi conferida a equivalência a tais graus por uma instituição de ensino superior portuguesa,

- licenciatura na área da ciência económica, conferida por uma instituição de ensino superior portuguesa em data anterior a 26 de Abril de 1999, ou de um diploma ao qual foi conferida a equivalência à licenciatura por uma instituição de ensino superior portuguesa em data anterior a 26 de Abril de 1999,

- mestrado na área da ciência económica, mas desde que reunidas cumulativamente as seguintes duas condições:

        - o seu curriculum académico e profissional seja objecto de uma análise favorável pela Comissão Permanente do Conselho da Profissão;

         - tiverem, no conjunto dos seus estudos superiores, uma formação académica que garanta os conhecimentos técnicos e da cultura própria à profissão de Economista.

Quem se pode inscrever como membro estagiário?


Os titulares de licenciatura na área da ciência económica, conferida por uma instituição de ensino superior portuguesa em data posterior a 26 de Abril de 1999, ou de um diploma ao qual foi conferida a equivalência à licenciatura por uma instituição de ensino superior portuguesa em data posterior a 26 de Abril de 1999.

Como se pode pagar as quotas?

Os pagamentos podem ser feitos na sede da Ordem, em cheque ou numerário, por transferência bancária (sistema de débitos directos), ou através de multibanco (neste caso a quota tem que ser paga anualmente).

Quais os Colégios de Especialidade?

Nos termos do Estatuto da Ordem, existem dois Colégios de Especialidade:

  • Economia Política
  • Economia e Gestão Empresariais
Como me posso inscrever num Colégio de Especialidade?

No acto de inscrição, o candidato identifica no boletim de inscrição o Colégio de Especialidade em que se pretende inscrever.
Uma vez inscrito na Ordem e num Colégio, pode requerer à Comissão Permanente do Conselho de Profissão a mudança de inscrição para outro Colégio.

Como é emitida e qual a validade da cédula profissional?

Quando é aceite uma candidatura é emitida uma cédula profissional com uma validade de dois anos ou quatro anos, no caso de admissão como membro estagiário, ou de três anos, no caso de admissão como membro efectivo.
As cédulas profissionais são renovadas se estiver regularizada a situação do respectivo titular perante a Ordem.

eventos
20
OUT
2017
Exposição
Inauguração da VI Exposição "Economistas Amadores de Pintura"
Casa da Cultura de Par...
17H00
25
OUT
2017
Formação
Seminário: "RERE" e Mediadores
Sede da Delegação Regi...
18H00
09
NOV
2017
Conferências e Debates
III Conferência das Furnas 2017
Terra Nostra Garden Hotel
09H00
publicidade
cadernoseconomia
Contactos
geral@ordemeconomistas.pt
Telf.: 213 929 470
Fax: 213 961 428
Rua da Estrela, n.° 8
1200-669 LISBOA
Horário dos serviços: Dias úteis (9h-13h / 14h30- 17h30)  Contactos dos Serviços:Telefones
Contacte-nos
para qualquer informação
newsletter
fique a par das últimas notícias