Linhas Programáticas 2018 -2021

 

 

AVANÇAR NO FORTALECIMENTO DA ORDEM E NO REFORÇO DO PRESTÍGIO DOS ECONOMISTAS AO SERVIÇO DE PORTUGAL

 



Preâmbulo

A Ordem dos Economistas é a associação pública representativa dos licenciados na área da ciência económica que exercem a profissão de Economista.

Foi constituída em 1998, na sequência da transformação da Associação Portuguesa de Economistas – APEC.

A Lei nº 2/2013, de 10 de Janeiro, veio determinar a revisão dos Estatutos de todas as Ordens Profissionais, de modo a adequar as normas estatutárias às disposições desta Lei e, dessa forma, também a Ordem viu o seu novo Estatuto aprovado pela Assembleia da República, o qual passou a vigorar desde 20 de Novembro de 2015 (ver art.º 8º da Lei 101/2015, diploma que reviu o Estatuto).

Numa conjuntura difícil, a Ordem desenvolveu um intenso trabalho durante o mandato findo (2015-2017) e cumpriu, na generalidade, o programa de acção e orçamentos a que se havia proposto.

Ao longo do mandato, foram realizados dezenas de eventos, entre conferências, seminários e congressos, os quais contaram com mais de dois mil participantes, consolidámos as relações com o Colégio de Economistas de Espanha e com os países da C.P.L.P., estabelecemos e reforçámos parcerias com diversas instituições, como o Banco de Portugal, a CGD, a Ageas ou a PwC; tentámos, enfim, corresponder ao que, na nossa perspectiva, os Membros valorizam.

O primeiro objectivo a que nos propomos é a consolidação da acção dos órgãos sociais que têm dirigido a Ordem ao longo dos anteriores mandatos, e para tal renovámos a Direcção, que agora é alargada para sete membros efectivos e dois suplentes, entrando seis novos Colegas e mantendo-se os restantes três neste órgão social.

Mas, para além daquele, outros objectivos norteiam e integram o programa da candidatura à eleição dos órgãos nacionais da Ordem para o quadriénio 2018-2021.

 

 

Visão

A Ordem dos Economistas, como associação pública representativa dos licenciados na área da ciência da Economia e da Gestão que exercem a profissão de Economista, prosseguirá a sua intervenção na Sociedade Portuguesa no sentido da sua afirmação e visando os seguintes objectivos:

  1. Reconhecimento do exercício da profissão em actos que exijam a confiança pública e responsabilidades perante a Sociedade, estando atenta à legislação e regulamentação que venha a ser promulgada;
  2. Contribuição para a definição de políticas económicas e sociais que visem o desenvolvimento do País;
  3. Divulgação de experiências e conhecimentos e tónica na formação ao longo da vida, para o que a Ordem promoverá as acções necessárias;
  4. Aprofundamento, pelos vários Colégios de Especialidade legalmente instituídos na Ordem, dos meios e iniciativas que pretendem lançar para cumprimento dos objectivos que venham a definir para cada um deles.
  5. Conquista de um espaço relevante junto dos jovens economistas, futuros decisores, que permita o constante rejuvenescimento da Ordem.

 

Missão

Na concretização da visão para a Ordem dos Economistas surge a Missão da presente Candidatura para o quadriénio 2018 – 2021, assumida nas seguintes linhas mestras:

  1. Reforço da afirmação do papel da Ordem dos Economistas na Sociedade Portuguesa
    1. Continuar a ser objectivamente mais interveniente na Sociedade, fazendo não só chegar aos seus Membros notícias atempadas das suas iniciativas, mas também alargar a sua influência, levando a cabo iniciativas conjuntas com outras Instituições, de forma a alargar o seu «networking».
    2. Manter a realização da Conferência Anual sobre o Orçamento, em Novembro de cada ano, e do Congresso Nacional dos Economistas, a ter lugar cada dois anos, propondo outras iniciativas quer na sede, quer através das delegações regionais, de forma a abarcar o maior número possível de participantes e corresponder às necessidades e anseios dos Membros.
    3.  Realizar, regularmente, conferências, seminários, workshops e congressos para a abordagem de temas actuais que interessem a um número importante de Membros, alargando o universo de convidados, de forma a dar oportunidade a jovens profissionais de participarem activamente ao lado de colegas consagrados e de reconhecida competência.
    4. Estimular os Membros a participarem cada vez mais nas actividades que a Ordem organiza e a colaborarem, quer em trabalhos para publicação nas edições da Ordem, quer através de participações nos eventos.
    5. Proceder à divulgação de artigos de opinião e trabalhos de natureza científica, teses de doutoramento e dissertações de mestrado, elaborados por Membros da Ordem.
    6. Em colaboração com outras Instituições e Empresas, promover a realização de concursos para atribuição de prémios a jovens Economistas por trabalhos realizados em teses de doutoramento e dissertações de mestrado, ou a jovens economistas reconhecidos pelo trabalho desenvolvido, quer a nível empresarial quer a nível da administração pública.

        2. Fortalecimento do exercício da profissão de Economista e do papel da Ordem;

Validar os cursos de especialização, incluindo a disponibilidade para participar em processos de avaliação promovidos pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) criada para o efeito, e apoiar o empreendedorismo, bem como a formação e o apoio na carreira.

 

         3. Reforço do papel e influência da Ordem

 

- Lançar uma campanha de recrutamento de Membros.

- Dinamizar a divulgação das actividades e explorar as potencialidades da Ordem

  e das suas Delegações Regionais.

- Reforçar a presença institucional da Ordem nas redes sociais.

- Estreitar o contacto com as Universidades e Associações (de Estudantes e de

  Empreendedorismo Jovem).

- Incentivar a utilização da Biblioteca da Ordem.


Linhas de Acção

Na prossecução da Visão para a Ordem e da Missão que norteia o seu mandato, a Lista candidata estabeleceu um conjunto de acções a realizar no período 2018-2021, a saber:

  1. Reforço da prestação de serviços aos Membros e incremento dos benefícios e parcerias
  2. Promoção de Bolsas de Emprego, Primeiro Emprego e Estágios
  3. Aproximação às Universidades e fortalecimento do relacionamento com Associações Estudantis
  4. Continuação da actividade da “Missão Crescimento” (Think Tank que visa medidas para o crescimento económico) agora visando a sua divulgação crescente e regular no País
  5. Aprofundamento da cooperação com outras Instituições e Entidades nacionais e internacionais
  6. Networking e promoção do Empreendedorismo e Inovação
  7. Jornadas de Fiscalidade
  8. Promoção da ocupação de Economistas Seniores em actividades de voluntariado
  9. Continuação da modernização dos serviços da Ordem

 

1. Reforço da prestação de serviços aos associados e incremento dos benefícios e parcerias

A Ordem tem o firme propósito de:

  • Continuar a disponibilizar as instalações da Ordem para a realização de actividades por parte dos Membros, tentando assim reforçar as ligações à Ordem com os mesmos, tal como já acontece, seja para lançamento de livros, como para workshops ou outros eventos ligados à profissão.

 

  • Celebrar protocolos com entidades que proporcionem serviços aos Membros, tais como apoio jurídico, notarial e fiscal, acesso a seguros de grupo e melhoria dos já existentes, serviços de private banking, adesão a fundos de pensões de contribuição definida, condições especiais para internamentos hospitalares ou assistência aos seniores (residências, apoio domiciliário), descontos ou condições especiais em estabelecimentos comerciais, hotéis, agências de viagem, etc.

 

  • Manter actualizada, para divulgação, a “Lista de Entidades com as quais vigoram Protocolos” bem como as respectivas condições e vantagens proporcionadas, promovendo a sua maior divulgação.

2. Bolsas de Emprego, Primeiro Emprego e Estágios

- Alargar e dinamizar a já existente da Bolsa de emprego, Primeiro Emprego e Estágios.

- Estabelecer parcerias com Associações Empresariais para colocação de Economistas.

- Ter uma postura proactiva junto dos departamentos de RH de PME’s.

3. Maior aproximação às Universidades e fortalecimento do relacionamento com Associações estudantis

- Promover uma maior ligação às Universidades, através de protocolos e levando em consideração o modelo já em vigor com a FEP. Igualmente, estabelecer protocolos para a realização de acções de formação ao longo da vida e apoiar o empreendedorismo.

- Participar em processos de avaliação de cursos com a A3ES criada para o efeito.

- Relançar a semana dos Novos Economistas promovendo acções em várias Escolas do País.

4. Missão Crescimento

Continuar o trabalho desenvolvido no âmbito da Associação “Missão Crescimento” de que a Ordem é um dos membros fundadores, conjuntamente com a Ordem dos Engenheiros, o Fórum dos Administradores de Empresas, o Projecto Farol / Deloitte e a CIP, e cujo objectivo primeiro é contribuir com propostas de medidas que visem o crescimento económico.

Manter a publicação dos Boletins trimestrais, com análise aprofundada dos vários temas, e realizar “Summit” em vários pontos do País (como já aconteceu em Lisboa, Porto, Lisboa e Braga), para apresentação do trabalho desenvolvido e recolha de sugestões que melhorem a actividade da Missão Crescimento. Continuar a divulgação pública dos trabalhos, incluindo Governo, oposição e outros Órgãos de soberania.

5. Aprofundamento da cooperação com outras Instituições e Entidades nacionais e internacionais

- Continuar a aprofundar o contacto com outras Ordens Profissionais e com Associações Empresariais, a nível nacional e internacional, com vista à realização de acções conjuntas.

- Reforçar a ligação com as várias organizações de Economistas dos países de língua portuguesa e propor a organização de um “Encontro de Economistas de Língua Portuguesa”, a realizar em Lisboa.

- Manter a ligação ao IEA-International Economic Association, consolidar o relacionamento com o Colégio de Economistas de Espanha, e alargar o networking a outras Instituições internacionais para a realização de iniciativas de interesse para os membros da Ordem.

6. Networking e promoção de Empreendorismo e Inovação

Foi já uma actividade regular no trénio que ora finda a divulgação de start-ups, casos de empreendedorismo bem e mal sucedidos e de inovadoras empresas dos mais variados sectores e regiões do País. Fizemo-lo em conferências, “Fim de Tarde na Ordem” e no programa semanal que tivemos no extinto canal Económico TV, ao longo do ano.

Pretendemos, agora, continuar com essa acção de divulgação, aprofundando a nossa colaboração com as Organizações, Associações e Universidades que se ocupam destas áreas.

7. Jornadas de Fiscalidade

Continuar a promover com o patrocínio e a colaboração da PwC a realização anual de “Jornadas de Fiscalidade” em Lisboa e Porto. Se possível, levar este evento a outras capitais de distrito.

8. Promoção da ocupação de Economistas Seniores em actividades de voluntariado – envelhecimento activo

Incentivar a ocupação de Membros da Ordem, com larga experiência profissional e em situação de desemprego, pré-reforma e reforma, em actividades de voluntariado, nomeadamente no apoio a PME’s, a associações públicas e privadas, a organismos governamentais e a jovens economistas e empresários, organizando para esse fim uma estrutura operativa.

9. Continuação da modernização dos Serviços da Ordem

- O trabalho de modernização dos serviços da Ordem será prosseguido, tendo sempre em atenção a redução de custos e a eficiência dos serviços prestados aos Membros, bem como a continuação e o reforço da utilização de novas tecnologias que agilizem os processos de inscrição na Ordem, e potenciem o relacionamento dos Membros com a Ordem e entre si.

Tendo-se já procedido, no mandato findo, à digitalização de documentos, à implementação de teleconferência para reuniões e ao voto electrónico nas eleições, prosseguir-se-á com a necessária modernização dos serviços de forma a responder cada vez melhor aos anseios dos Membros.

Far-se-á, também, um balanço das publicações da Ordem, incluindo a Carta Informativa/Newsletter, tendo sempre em vista a disponibilização aos Membros de um serviço de qualidade.

 

 

 

 

                                                                                                        Lisboa, 25 de Julho de 2017

 

[  versão para impressão - clique aqui ]

 

 

eventos
23
ABR
2018
24
ABR
2018
26
ABR
2018
Formação
Acção de Formação "Encerramento de Contas na Perspectiva(...)
Restaurante da Fundaçã...
18H00
08
MAI
2018
Apresentação de Livros
Lançamento do Livro - Investimento Empresarial e o Cresc(...)
Sede da Ordem
18H00
publicidade
cadernoseconomia
Contactos
geral@ordemeconomistas.pt
Telf.: 213 929 470
Fax: 213 961 428
Rua da Estrela, n.° 8
1200-669 LISBOA
PORTUGAL
Horário dos serviços: Dias úteis (9h-13h / 14h30- 17h30)  Contactos dos Serviços:Telefones
Contacte-nos
para qualquer informação
newsletter
fique a par das últimas notícias