2022 deverá ver uma divergência de políticas monetárias entre Ocidente e Oriente
Jan, 10, 2022
Este não foi um ano fácil, apesar do forte apoio orçamental e monetário às economias atingidas pelo Covid, especialmente no mundo ocidental. Este apoio permitiu que as economias da América do Norte e da Europa crescessem acima do potencial no meio a ondas repetidas de Covid-19. Por outro lado, o mundo emergente cresceu abaixo do potencial este ano. Com tudo isso dito, parece que 2022 será caracterizado por uma grande divergência de políticas monetárias entre os principais bancos centrais ocidentais e os do Leste. Como aí se lê "o Fed, através das suas operações no mercado, já iniciou a redução de estímulos à criação de liquidez, a um ritmo mais rápido do que o inicialmente esperado". E, como no artigo se explicita, também outros bancos centrais (BCE; PBOC e BoJ) encaram uma política menos expansionista para 2022. (Alicia Garcia Herrero is Asia-Pacific chief economist at Natixis and senior research fellow at Bruegel. Follow her on Twitter @Aligarciaherrer) Por: Alicia Garcia Herrero Fonte: Asia Times, em 23 Dezembro de 2021 https://asiatimes.com/2021/12/2022-to-see-monetary-decoupling-between-west-and-east/

 

.